17
Nov
03

Coube-me a mim (neXis) “postar” a 1ª entrada do blog, “Farra na Penthouse – Aventuras de 3 universitários em Aveiro!”… Chata tarefa…

Para começar, explicar a vocês leitores ignorantes do que é uma verdadeira Penthouse, já não é muito fácil, mas mais difícil é, explicar-vos o que a “Penthouse de Aveiro”! É como tentar explicar ao vosso cão, porque é que não deve deixar a luz da casa-de-banho acesa quando sai de lá, ou porque é que não deve lamber os quilhões em público, não que as outras cadelas se importem muito, mas vocês (donos pouco vividos), não gostam que ele o faça. Ora bem, isto trocado por míudos, significa qualquer coisa como “vocês nunca perceberão o que é a nossa Penthouse, porque para perceber tão profundo conceito de felicidade espiritual, era primeiro preciso visitar tal santuário!” Coisa a que dificilmente poderão aspirar, já que entrar no dito apartamento (sim a tal Penthouse é um apartamento!!!) é mais improvável (a um comum mortal como vós) que acabarmos o curso em 5 anos, ou uma musa que ca entre virgem, saia igualmente imaculada. Não vos deixeis enganar, pelo meu tom!!! A Penthouse não é um antro de mácula, não é um ajuntamento de perversões! Não!!! A Penthouse é antes demais, uma comunhão espiritual, de seres privilegiados! Aqueles a quem já foi concedido o enorme dom da revelação (vulgo: visita ao nosso apartamento), são hoje seres iluminados, Rapazes e Raparigas que tiveram uma experiência única que recordarão para sempre. Fora de filosofias, “A Penthouse”, como nós residentes lhe chamamos, é sobretudo, uma passagem para outro Universo: o apartamento é só a face visível dessa porta para outro plano.

Agora que já começam a perceber alguma coisa do que é este ponto único de energias no Universo (a Penthouse), vou apresentar os 3 deuses que nele habitam esporádicamente (exacto, ocasionalmente, porque nem sempre estamos nesta dimensão terrena vossa, a ela só vimos quando a necessidade carnal é muito forte…): Zúbias, Pako e neXis. Destes 3 mitos urbanos, rurais e sexuais, vos será revelado mais a seu tempo… Tudo a seu tempo. Os 3 escreveremos sobre nós, a Penthouse e aventuras afins, sempre com o cognome magnânimo ZUPAXIS, que é (oh desatento leitor) uma mistura dos 3 divinos nomes. Também falaremos de outras personagens, semi-deuses (isto é, musas e arcanjos – moças e moços, bah…) que por cá vão passando, mas n habitam aqui, pelo menos não muito mais que 3 ou 4 noites… bem, menos de uma semana!

Para acabar, so dizer que não queremos nunca ofender ninguém (esta é a parte séria), tal como nos iramos facilmente com posts pouco claros de leitores pouco esclarecidos. Por isso comentem o que aqui escrevemos… ou então não, é-me igual ao litro. Agora vou chatear um bocado o Zúbias, a ver se ele escreve qualquer merda sem sentido para vós comuns mortais também. Fiquem com um EHEHAH à vossa medida…

Aqui relatermos a 6 mãos (3 gajos) as aventuras que estas paredes albergam, que muitos cobiçam e poucos alcançam… Disfrutem!

Nexis

Advertisements

7 Responses to “”


  1. 1 zubias
    Segunda-feira, 21 Março, 2005 às 12:48

    Meu grande amigo! Tantas historias k estou ansioso de te ouvir contar… Peço imensa desculpa a todos os parrraxistas por ainda não ter “escrevido” nada pro nosso blog, já k qd eu escrevo é só bacouradas…lol Mas a minha net andam meia ressacada durante estes ultimos meses. Abraços do orgulhoso membro deste movimento!

  2. 2 Mo*
    Terça-feira, 22 Março, 2005 às 15:00

    Palavras para quê… um texto belo e especial pla história que conta, mas principalmente pla grandeza de quem o escreveu…Pro homem co maior coração que conheço: um obrigado e um adoro-te* Mónica

  3. 3 llnk
    Quarta-feira, 23 Março, 2005 às 00:10

    pah mas ké isto…n critico apenas digo… k isto parece o relato de algum fetiche ou passsagem d um diario….. fogo… ta mm tudo ao promenor…so lhe falta umas florzinhas..lolol…depois passavas a Blumengeschäft (Zé Flores) lol…fica bem

  4. 4 Anonymous
    Domingo, 27 Março, 2005 às 18:49

    “gigantes pesos no peito” podem ser deixados de sentir por causa de gigantes dores…
    tudo se limita e delimita em ter tudo e não ter nada.
    sabes do que falo!

  5. 6 sissi
    Quinta-feira, 07 Abril, 2005 às 14:49

    tiago, o peso nunca pesa no peito, mas sim na consciência após breves momentos…

  6. 7 sissi
    Quinta-feira, 07 Abril, 2005 às 15:01

    “nesses três anos perdi todas as amigas até as verdadeiras”!n sei o k realmente keres dizer com isso, mas espero que não me incluas nessas “todas as amigas,até as verdadeiras”!s é assim k pensas p mim td bem, mas fico mt magoada com o pensamento.D uma coisa t peço k n t esqueças: eu sempre te apoiei incondicionalmente e tu sabes disso1beiju


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: