18
Fev
04

A Força mais poderosa do Mundo: A Força O.I.U.

A Força O.I.U. comanda a vida (não, não é o sonho!), comanda o Mundo, faz girar a Terra no seu eixo, interfere com a livre vontade, TUDO! É a força mais poderosa conhecida! E isto é um facto. Vou vo-lo demonstrar…

Para quem não tem estudado, para quem não tem ido às teóricas e para os seres parratxados (vulgo, seres munidos de parratxa: gajas), a “Força O.I.U.” é “Força do Orgasmo Intra-Uterino”. Esta é sem dúvida a força que tudo comanda, que tudo conduz, que tudo verga! Senão pensem bem: por esta força, vestimo-nos de manhã, abandonámos o lar e os nossos primeiros amores aos 18 anos (os pais), come-mos, lavamo-nos (diariamente ou quando calha), estudamos (para num futuro elevar a nossa cota de O.I.U.s), vamos a casa dos pais, saímos à noite, viajamos, passamos férias… Tudo! Tudo, desde a coisa mais pequena — como uma sinapse no nosso sistema nervoso central — até à coisa maior — como o girar da Terra, que move a sua gigantesca massa de 6000000000000000000000 (21 zeros) toneladas à velocidade de 0.4158 graus por segundo! Tudo se rege pela força O.I.U.!

Já repararam as merdas que não fazemos por um bom O.I.U.??? A fome de parratxa: alguém sabe explicar isto?? Sem contar com os sucedâneos do O.I.U., como o O.N.P. ou o O.I.B. ou ainda o O.I.A. (Orgasmo Na Palma, Intra-Bucal e Intra-Anal respectivamente), esses não contam. As estupidezes que um gajo faz para escancarar um bordedo, alcançar um O.I.U.! Compras, festinhas, carinhos, coros, promessas, tudo… Tudo e mais alguma coisa a que a poderosa força nos obriga! Porquê? Porque o útero teve o azar de ter sido colocado dentro do bicho que mais gosta de complicar as merdas todas que se lhe deparam. O bicho dotado da habilidade de manipular a dita força…

Não há nada que um tipo não faça para ter um O.I.U…

Mas o que me fode, mas bem fodido mesmo, é que elas gostam muito de vir com aquela teoria delas de que nós somos básicos, de que só pensamos em sexo, bla bla bla… E elas? Não lhes passa sequer pela cabeça que se calhar, mas só se calhar, ELAS É QUE SÃO AS COMPLICADAS (vide Professor Xis – “Cantinhodogrelo”)????

Bem, um dia destes, estava precisamente aqui no nosso luxuoso apartamento, enterrado no meu mega-puff azul escuro, na terceira suite-mor da Penthouse, com uma musa pernoitante depois de um O.I.U. vespertino bem estucado naquela greta (ai, quando me lembro…), quando passava no plasma imagens dum canal temático engraçado, que a culta musa afinal via regularmente: o “Odisseia”… Ora, o documentário era sobre uma pseudo guerra dos sexos, entre nós humanos. O que eles explicavam é que em nós, humanos (tal como na maioria da fauna Terrestre), o sexo femenino, é o sexo que detém o poder, que comanda! Isto é, elas têm todas as vantagens genético-evolutivas em relação a nós.

Começavam por explicar que elas tinham mais quantidade de informação genética no seu código, ou seja, os cromossomas XY (que é o que nos dá o sexo masculino) apenas diferem dos cromossoma XX, na falta de uma “perna” num dos cromossomas. Mais, elas têm uma esperança média de vida superior, porque são menos dispensáveis que nós! O homem só existe para defender a comunidade, logo musculatura mais desenvolta, raciocínio lógico idem, e por isto é mais dispensável pois corre mais riscos, e a espécie não pode depender deles. Também biologicamente as crias podem ser criadas apenas pelas matriarcas, avós e mães.

Basicamente, aquilo defendia que nós, só estamos aqui para assegurar a continuidade da espécie: estamos aqui para as foder!! E elas para deixar, e ser bem fodidas! Só! “Mai nada”! Complicar para quê?

Pah, aquilo na altura, magoou-me deveras o orgulho… Tanto que naquele período refractário (em que supostamente, não me apetece sexo, e elas aproveitam para sacar o carinho e as festinhas que gostam) encetei uma calorosa discussão com a musa aconchegada no meu colo, que por acaso não acabou muito bem.

Certo, é que elas parecem venerar o suposto “barulho” que a nossa existência parece produzir, e que gostam (suspeito eu) ainda mais de levar com o mastro. Se nós conseguíssemos controlar a monstruosa Força O.I.U… Já imaginaram o poder que seria, foder quem quiséssemos, de uma forma recíproca (isto é, ela tinha tanta ou mais vontade de ser fodida por nós, como nós de lho enterrar), e melhor ainda, SEMPRE que quiséssemos!? Era mesmo muito poder… Sonho com esse dia…

Até lá, eu e todos os ziliões de não-gays Terrestres, vamo-nos vergando a esta puta desta força cósmica, e fodendo quando a dita atinge o equilíbrio energético que permite a foda em si… Arrghhh…

Ehehehah (muito triste hoje…)!

Nexis


0 Responses to “”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: