11
Jul
05

Vislumbrar.

A falta de vislumbrar;
A falta de cheirar;
A falta de sentir pessoalmente;
A falta de sentir em expoente.

Um minuto sente-se como um segundo;
Uma hora como algo do outro mundo;
Um dia é meramente uma faísca;
E um fim-de-semana transforma-se numa mística.

O sentimento de estar sozinho;
Faz-nos perder o raciocínio;
O desespero transforma o nosso ser;
Invade-nos um sofrimento com o qual é impossível viver.

Afeiçoamo-nos ao que mais nos magoa;
Ficamos entregues à introspecção;
Sentimo-nos caminhar pelo mundo à toa;
É o pesado custo de uma recordação.

Fulmina a nossa capacidade de abstracção;
O cérebro lê linha por linha o nosso coração;
Entrega-nos a uma letargia sem o nosso consentimento;
Apaga a linha ténue do meu discernimento.

Quem me dera não sentir;
Quem me dera não sonhar;
Quem me dera deitar e dormir;
Não pensar no momento em que te voltar a vislumbrar…

(Para quem pensava que eu só escrevia prosa)

Lv-426 [HyperDyne Systems ®]

Anúncios

0 Responses to “Vislumbrar.”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: