12
Fev
07

A minha Lili

Na semana passada, a meio da noite, a Lili e o Cocas, saíram de casa. Os meus pais deram conta na manhã seguinte quando se levantaram: não estavam! Então, o meu pai desceu à aldeia e perguntou por lá, se os tinham visto, ou sentido durante a noite, enfim, qualquer novidade — sem efeito. Pôs-se à procura sozinho, pelos baldios e os cultivados perto do rio, abaixo de minha casa e nada.

Até que ao fim de algum tempo, foi dar com os dois (a jovem cadela e o pequeno cachorro, que ainda mal conhece casa) perto de um galinheiro, metidos numas vigas, perto do rio. A Lili, robusta como todos os Rottweilers, tinha-se metido num molho daquelas vigas cinzentas de construção, e estava atolada em 3 patas, sem conseguir sair das frinchas. O Cocas, sentado, em terreno firme teve uma explosão de alegria quando viu o meu pai, que calculou que o raspanete pela evasão estava agora secundadíssimo pelo mal-estar da cadela.

A jeito, tirou-a de onde ela estava. Coxeando e muito envergonhada a Lili aninhou-se aos pés do dono: tinha a barriga muito arranhada e uma pata em mau estado. Nada partido, mas tudo muito dorido. Estava ali sabe Deus há quanto tempo, com o Cocas por perto e imobilizada pelo cimento.

O Cocas é o meu novo labrador negro de alguns meses. Só há poucos dias é que começou a olhar a direito para os donos, de tão jovem que é. À Lili que tinha sido criada a sós, foi-lhe difícil aprender a partilhar e a conviver com cachorro tão brincalhão: ficou ciumenta e carente, e nem por isso dava muita atenção ou liberdades ao pequenote.

Agora, passados uns dias, é raro vê-la rosnar-lhe, aliás, é improvável vê-los separados, e nunca os apanho sem estar a brincar (ele por cima dela), com ela a permitir-lhe toda a espécie de judiarias, dentadinhas nas suas longas orelhas, etc. A ele, ao Cocas, já lhe é permitido ladrar (infelizmente!) e como ladra o cachorro… como se com 15 anos tivesse tido permissão para ir ao Fórum todas as sextas à noite pela primeira vez. Ladra, chateia, salta e anda bem feliz.

Entre nós, comentamos (como que a dar-lhes mais entendimento que o postulado) que os animais, realmente sabem mostrar grande reconhecimento. Aquela noite de aventura que acabou com aflição e um par de patas magoadas, deve ter sido de uma cumplicidade desmesurada: o Cocas, não abandonou a Lili, presa e assustada durante a noite, a alvorada e a manhã. A Lili, agora que a coxeadura mal se nota e os arranhões já não ardem, deve estar mortinha por poder correr à vontade e à bruta (como ela gosta), perseguida pelo fiel companheiro (e ainda) projecto-de-cão, que para ela, já deve ser bem mais que um projecto. Aquela noite de amargura uniu-os, muito. Nota-se e é notável.

Muitas vezes eu gostava de conseguir ser a Lili, de conseguir dizer “Obrigado. Obrigado por isto. Estou muito reconhecido”, mas muitas vezes gostava que algumas pessoas que fazem parte da minha vida, conseguissem mostrar-me aquele reconhecimento da Lili: “Obrigado por estares aqui, fazes a minha vida tão diferente! Estou muito reconhecido por partilhares a minha dor ou a minha alegria, e por me ofereceres só a tua presença: é suficiente. Obrigado.” Agora experimenta dizer isto sem usar palavras. Eles são (só) cães. E conseguiram-no.

Nexis

Anúncios

3 Responses to “A minha Lili”


  1. 1 Anonymous
    Quarta-feira, 14 Fevereiro, 2007 às 13:13

    “À Lili que tinha sido criada a sós, foi-lhe difícil aprender a partilhar e a conviver com cachorro tão brincalhão: ficou ciumenta e carente, e nem por isso dava muita atenção ou liberdades ao pequenote.”

    tal e qual como o dono….

  2. 2 Never_Born
    Quarta-feira, 14 Fevereiro, 2007 às 13:52

    não sei neXis, mas acho que tens de ver em que “molhos de vigas cinzentas” te metes, depois levas com comentarios destes e ficas admirado…

    eheh


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: