13
Fev
08

Outra e mais outra e ainda mais outra vez.

Oh Deus do céu, sabem o que é pior que uma estupidez muito estúpida? Pois eu tenho todo o gosto em lhes responder, é uma estupidez muito estúpida, cíclica e temporizada.
Que parvoeira de tamanho desmedido é esta desse tal dia dos namorados… Ele rotulam-se dias por tudo e por nada. Quando me arranjam um diazito da tecla Enter, ou dos escapes de rendimento, da matutano, superbock, sei lá, algo que seja tanto, ou pouco menos estúpido que esse dia dos namorados.
Os defensores adictos de tal dia, criticam aqueles que se lhe opõem, dizendo que não passam de ressabiados, de indivíduos que porque não têm forma de o celebrar, ao invés de se manterem no cantinho deles esforçando-se para não se fazerem notar, entretêm-se a critica-lo. Pois isto é completamente disparatado, falo por mim e somente por mim, quando digo que crítico esse dia precisamente porque pergunto as pessoas:
– Quantas vezes celebraste o dia dos namorados?
– Algumas vezes.
– Com quantas pessoas diferentes?
– Hu, hum, mas…
Precisamente…
Se querem celebrar algo especial, cinjam-se às maiorias, e façam-me um dia dos casados, porque a taxa de casamentos bem sucedidos, apesar de tudo, ainda ultrapassa a dos namoros bem sucedidos (entenda-se bem sucedidos por namoros que resultaram no nó, ou na forca como dizem os velhos do Restelo que por aí andam).
Mas andamos a celebrar o dia dos namorados só porque temos alguém aquém nos referimos como sendo “namorado/a”? Sabendo que em metade do total dos casos, essas uniões de alma e de carne não passam de um entretêm ou hobby, porque toda a gente têm, eu tenho que ter.
Parece mal não o festejar? E quê? Sou obrigado? Batem-me?
Mais um festejamos de sorriso estampado na boca, em que fazemos por nos remeter a um estado transcendental, estado em que não existem problemas e tudo corre as mil maravilhas, em que a vida é um sonho. Era bom que assim fosse o mundo, realmente era. Mas eu n terei mais nada que fazer da vida se não andar a festejar coisas que ainda não sei se sobreviveram ao longo dos tempos? Festeje-mos a provação que já ultrapassamos, e ganhemos força para a próxima que há-de vir, porque os estados de pura fantasia e as visões de futuros perfeitos não dão de comer a ninguém. Não vamos por o carro afrente dos bois.
Tenho mais que fazer que render-me a mediocridade a que o ser humano, na maioria dos casos, se rebaixa enquanto procura a tal alma gémea. Ponho um anúncio no jornal “Se não tens namorado para festejar este dia, liga-me, o preço é em conta, e para mim que já o festejei com tanta gente diferente, já me chega a ser igual ao litro.

Como dizia o Fernando Rocha:
Querem lá ver que agora eu é que sou a puta!

LV-426

Advertisements

53 Responses to “Outra e mais outra e ainda mais outra vez.”


  1. 1 Rellax
    Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2008 às 04:17

    Tanta raiva pá… São só símbolos! O dia dos namorados, como o Natal, como o dia do trabalhador, como um aniversário, ou um dia da mãe… São dias como os outros, a Terra gira 360º em torno do seu eixo na mesma. São é desculpas para o pessoal festejar e fugir um bocado à rotina! E para isso, todos os motivos são bons! Se, ainda por cima, o pessoal aproveita e pára trinta segundos para se lembrar de algo que, por entre a rotina quotidiana, é esquecido ou menosprezado (e não devia!), pois tanto melhor!

    E é por isso, camarada, que me venho aqui juntar oficialmente à tua luta pela implantação de um Dia da Super Bock! Porque já estava na hora! Quantas vezes nos esquecemos, entretidos a dimensionar vigas pré-esforçadas e sistemas de drenagem, que se somos aquilo que somos hoje, é devido à cerveja!

    Parrraxistas! No próximo dia 16, sábado (porque é um dia tão bom como outro qualquer), parem um bocado, vão até ao tasco mais próximo, e prestem a devida homenagem à Super Bock! Eu lá estarei, em Mirandela, a fazer a minha parte!

    A cerveja espera-vos! Estais à altura do desafio?

  2. Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2008 às 11:40

    Eu, sinceramente, concordo convosco. Para mim tb não faz gd sentido o celebrar do dia disto e daquilo, mas aceito, tendo em que conta o “pessoal festejar e fugir um bocado à rotina” e ainda “aproveita e pára trinta segundos para se lembrar de algo que, por entre a rotina quotidiana, é esquecido ou menosprezado (e não devia!)”.

    De qualquer das formas não consigo parar de pensar que este dia foi inventado por pessoas feias e para pessoas feias (feias, gordas, disformes, etc…).
    Quem é que no seu perfeito juizo se compromete com alguem incluido nestas categorias? Ng!!
    Portanto toca a criar um dia, preferêncialmente abençoado por um Santo, para que se possa passear a sua “aberraçãozinha do coração” e ainda contribuir para o aumetar do ego. (e dpois andar 364 dias a chorar secretamente o azar ao amor…)

    E agora vou-me levantar, que hoje é dia de ginásio, cabeleireira e esteticista.

    Um forte abraço.

  3. 3 Fanfas
    Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2008 às 12:24

    Eu namoro com a cerveja, e para mim todos os dias são dias dos namorados, se bem que há tempos que me afasto dela… Para o meu bem!!! E o melhor de tudo é que não tenho de lhe comprar prendas, nem pagar o jantar… Eu amo-a!!!

  4. 4 Pako
    Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2008 às 13:37

    Quis saber quem sou… o que faço aqui…

  5. Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2008 às 13:42

    quem te abandonou? de quem te esquecest?

  6. Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2008 às 15:13

    “Oh Deus do céu”…que óculos fundo de garrafa vc está usando?!

    a vida vista apenas por uma cor transforma-nos em pessoas reducionistas, agarradas a preconceitos bobos que provocam raiva, ira, desacreditando na magia e beleza dela…

    …se não tira logo esses óculos a paixão passa-lhe ao lado! pois não vê a beleza dum dia de sol, o romantismo de quem acredita no amor e se abobalha nele…criando até um dia especial para o comemorar…

    e comemorar não significa passar 2horas na fila para pagar a flor, 2 dias procurando o que oferecer e 2 meses pensado o quê oferecer…tem melhor lembrança de trazer o café da manhã sorrateiramente à cama e acordar com um bafejar no ouvido?!

    ao menos beba o par antes, talvez fique com a visão menos turva dos encantos da paixão…e relembre como foi! 🙂

    na paz, meu irmão!!

  7. 8 LV-426
    Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2008 às 19:42

    Festejarei um dia, em que olhe para mim, e que seja certeza irredutível, que encontrei paz.

    Também eu gosto de por magia em tudo o que faço, e nesse dia em questão, após inumeras tentativas, nunca consegui atribuir-lhe magia que fosse, daí o tom crítico com que o abordo.

    Dia dos namorados há muitos seu… (Como diria o Vasco Santana).

  8. Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2008 às 22:21

    “Sabendo que em metade do total dos casos, essas uniões de alma e de carne não passam de um entretêm ou hobby, porque toda a gente têm, eu tenho que ter.”
    Esta frase conseguiu ser a mais fantástica de todas!Está mesmo de acordo com a realidade do “ai meu Deus, que eu tenho que ter namorado senão ainda fico sozinha o resto da vida e o que é que as outras pessoas vão pensar de mim?!!!” Adorei!Realmente parece que neste dia, quem tem namorado(a) merece viver, todos os outros: FORCA COM ELES!
    Até parece que quem não tem namorado é o bicho do mato, o leproso, o vector da Malária!

  9. Quinta-feira, 14 Fevereiro, 2008 às 22:42

    Ó Joana, acho que escrevest mal o link do teu blog, está a acabar em “.pt”.

    (pequeno apontamento de um bicho do mato, leproso e vector da malária, seja lá o que isso for!!)

  10. 11 Pako
    Sexta-feira, 15 Fevereiro, 2008 às 00:44

    É preciso bir o lêbê escrever qualquer coisa para isto passar os 10 comentários (esta é pra espicaçar o pessoal eheh). E só os que ainda faltam comentar dava para chegar aos 20… será? Deixo aqui o desafio!! 🙂

  11. 12 LV-426
    Sexta-feira, 15 Fevereiro, 2008 às 03:24

    Tendo em conta a “velhinha” comunidade, aquela por quem eu deito uma lagrima quando a relembro, essa não deixava passar incómule tal desafico caro amigo Pako, e é dessa que eu “continuo” à espera… Velhos nós? (Fica lançado o repto)

    Quanto ati cara Joana, é com o maior dos regozijos que te leio, pelo menos mais uma alma desprovida de orgão reprodutor externo que me percebe… Somos poucos mas…

    A nossa guerra (dos que teimam em sobreviver) está contigo.

    Um bem haja.

    Beijo

  12. 13 Martinha
    Sexta-feira, 15 Fevereiro, 2008 às 12:49

    Que bom haver dia dos namorados, pena não ser mais vezes ao ano! Festejar em colectivo sempre mais intenso…

    O dia fica cheio de erotismo, as pessoas mais bonitas, com intenções românticas à mistura…

    Quem não tem um único namorado pode ficar eviscerado, cheio de ruindade a corroer as entranhas… por ser o que mais anseia! Mente a si e aos outros arranjando todos os argumentos para (se) convencer de falsas verdades…

    “Se você se sente só é porque construiu muros em vez de pontes” (anónimo, sd)

    aliás… sempre festejei este dia! e tenho muitos murros construídos… com ou sem namorado não fico em casa!

  13. Sexta-feira, 15 Fevereiro, 2008 às 16:13

    E não é que isto afinal até é lido por pessoas???(isso dos muros e das pontes cheira-me a familiar…)
    Peço que não deixem mais comentários a este post, uma vez que este é o 14º, que melhor número para homenagear o dia dos namorados?

    Pensem nisto…

  14. Sexta-feira, 15 Fevereiro, 2008 às 16:30

    Rapá….o que é que isso: “Festejarei um dia, em que olhe para mim, e que seja certeza irredutível, que encontrei paz”

    Certezas Irredutíveis (CI)? verdades absolutas? dogmas? se pautar sua vida por esses parâmetros se tornará num escravo do medo, das fobias, se limitará numa filosofia estática passiva e reducionista…

    não se permitirá arriscar, pk não duvida (CI);

    não se permitirá investir numa relação não superficial, pk desconhece, pk lhe falta (CI);

    cara…a se caminha caminhando! se aprende a aprender aprendendo…

    e a paz não se encontra fora, se cultiva um estado de tranquilidade investindo activamente em si mesmo, com muita dádiva ao outro/a(s)….entrega total!!

    se libertem dos preconceitos e se apaixonem…

    …parando de reclamar da vida dos outros e fazendo mais amor! 😛

  15. 16 Nexis
    Sexta-feira, 15 Fevereiro, 2008 às 18:53

    Eia pah… Dia dos namorados, portanto?

    Pelo que percebi (e alinho o meu comment pelo do João Mário), enraivece o belho LêBê que festejemos algo mutável, algo que não sabemos se tem futuro e possivelmente com pessoas diferentes de ano para ano…

    E quê???? Não é suposto podermos mudar de possoa quando erramos na pessoa?

    Sinceramente adorei o dia de ontem. Festejei do lado dos solteiros e acho delicioso a “rivalidade” que se cria entre comprometidos e solteiros.

    Entre os casados que ainda se lembram um do outro e têm um dia para ser especialmente apaixonados, até aos recém conhecidos, é de facto um dia de festa, e com o tempo fiquei adepto dele. Talvez seja só pk gosto de festa, e dia de S. Valentim é mais um motivo grátis para festejar algo, que se reflectirmos até é bem bonito.

    Quanto ao teu forte conflito interior do “com quantas pessoas diferentes já festejaste”, pah… Com quantas pessoas diferentes já pinaste? Com quantas já fizeste amor? Também me custa muitas coisas destes novos tempos modernos… Mas, se há lição que as relações sólidas me têm ensinado tanto quanto a promiscuidade me tem mostrado é que: «É muito mais fácil mudar de pessoa, que mudar uma pessoa…»

    Não te aflijas com a mudança e o erro… Faz parte da vida. Vamos fazer o quê? Viver.

    Nexis

    PS – Fanfas e Ari, viva a cerveja! 😛

  16. 18 Rellax
    Sábado, 16 Fevereiro, 2008 às 18:43

    Olhai lá, e resolver o assunto com uma futebolada? Casados contra solteiros? Ou já estais velhos pra isso?

  17. Domingo, 17 Fevereiro, 2008 às 18:10

    Caríssimos, agradeço desde já o amável convite! Mas sugiro qualquer outro esporte a seu gosto, porque futebol me abomina pela desigualdade social que represente desde sempre!

    Como o inglês Charles Miller, pai do futebol no Brasil diria: “o pobre corre tolo atrás da bola para fazer rir o lorde em suas longas tardes de ociosidade”…

    …hoje, o esporte mais popular do mundo, virou fanatismo ligado à ignorância, à falta de consciencia crítica…parecendo que todos querem ser os tolinhos atrás da bola…mesmo obesamente sentados no sofá entupindo-se de skol… com largas discussões superficiais das técnicas e regras que nem conhecem, chegando mesmo a violencia física colectiva e até organizada !! Realidade não apenas do Brasil…é realidade do mundo dito “desenvolvido”!

    Parece não ter a ver com dia dos namorados…e não tem mesmo! Contudo, aproveito para dizer que as portuguesas mais interessantes: sensuais, bonitas, inteligentes e cultas, que venho transando em Pt, descartam discretamente os homens com esse tipo de preferências esportivas… e, olhe lá…é uma amostra digna para SPSS!

    cheers

  18. 21 josé
    Quinta-feira, 21 Fevereiro, 2008 às 03:48

    … afinal ttribo Zuhangabe ainda uiva ! … dai-lhe falâncios

  19. 22 LV-426
    Quinta-feira, 21 Fevereiro, 2008 às 16:43

    A vida é uma busca, e cada um tem a sua…

    Caro Pako, ka está a fasquia dos 20 ultrapassada 😉

    E sim, viva a cerveja…

  20. 23 Pako
    Quinta-feira, 21 Fevereiro, 2008 às 19:07

    WWWwwwwWWWwwwEEEEeeeeEEEeeee

  21. 24 Rellax
    Quinta-feira, 21 Fevereiro, 2008 às 23:04

    Eh pá, deixem lá a cerveja em paz, senão aparece já aqui um herói qualquer a tentar provar que a cevada maltada é a pedra basilar da conspiração neonazi para transformar a ilha das Berlengas numa base paramilitar e tomar o país de assalto (e vendê-lo aos espanhóis a preço de amigo, obviamente, que essa brincadeira de andar a implantar ditaduras militares a torto e a direito sai cara e dá trabalho).

    Portanto, cerveja? Não não, aqui não se bebe disso! Não somos fascistas!!

    O Frutol, por outro lado, é bastante bom! Que é que acham do Frutol?

  22. 25 Pako
    Quinta-feira, 21 Fevereiro, 2008 às 23:40

    Epá… tu não bebas do Frutol pá!

  23. 26 LV-426
    Domingo, 24 Fevereiro, 2008 às 20:39

    O Frutol? É parecido… sabem, com… com… com…

    Esqueçam…

    Não se parece com nada…

    Carreguem-lhe majé à cerveja!

  24. Domingo, 24 Fevereiro, 2008 às 23:42

    Uma pergunta:Desde o dia 14, quanta cerveja se bebeu por aqui?(ja não pergunto pelo futebol pq parece que virou actividade ilicita…)

  25. 28 Nexis
    Segunda-feira, 25 Fevereiro, 2008 às 03:05

    lolololol! Decadência!!!

  26. Segunda-feira, 25 Fevereiro, 2008 às 22:39

    Até agora tenho sido um espectador silencioso aqui dos parrraxistas (confesso que sofro um pouco de jetlag), mas até na altura de rasgar o silêncio, ou como dizem no futebol, o blackout, gostei do caminho que a discussão percorreu, tudo começa com dia dos namorados, passa pela cerveja, pelo futebol, pelo frutol, e se percebi bem acaba numa conspiração fascista! Muito bom mesmo.
    Dias de santos, esqueçam o S. Valentim, o que está a dar é o S. João, esse é que é bonito de se viver… também há flores, o famoso alho-porro; há além da cerveja, o bom tinto carrascão a três euros o garrafão; há jantar com a bela da sardinha acompanhado do pimento (até a sardinha tem companhia!) e colmatado com um fabuloso caldo de nabos (ou caldo verde para os esquesitos)! E até há a fantástica noite cheia de erotismo e romantismo junto há praia, para ver o mar… (um conselho: uma manta dá muito jeito, é que a areia é uma marota, mete-se onde não deve… não é que eu saiba, foi um amigo que contou), mas o melhor deste dia santo: todos o podem festejar, casados, solteiros, enamorados, resabiados e encornados!
    É um dia bonito!

  27. 31 LV-426
    Segunda-feira, 25 Fevereiro, 2008 às 23:32

    Ora eis um bom exemplo… O que importa é a diversão.

    É aprazível de ver o dinamismo aqui da nossa mui nobre casa.

    Saudações parraxistas.

  28. 32 Pako
    Terça-feira, 26 Fevereiro, 2008 às 01:15

    Bonito bonito é… ver pessoal de “fora” a acompanhar o nosso velhinho, mas com saúde, blog! 🙂

  29. 33 Fanfas
    Terça-feira, 26 Fevereiro, 2008 às 12:20

    e uma jantarada nas férias da páscoa para poder discutir todos esses assuntos de extrema importância?

  30. Terça-feira, 26 Fevereiro, 2008 às 15:41

    Jantar, férias da Páscoa, parece-me bem! Tenho férias de 17 a 24, devo estar pela vila…

  31. Terça-feira, 26 Fevereiro, 2008 às 16:31

    A mim também me parece bem!

    (Fica mais um comment a contribuir para a meta imaginária dos 40) 😉

  32. 36 Pako
    Terça-feira, 26 Fevereiro, 2008 às 18:27

    Imaginária? The sky is the limit! 🙂

  33. Quarta-feira, 27 Fevereiro, 2008 às 23:25

    Giro… giro… quiçá a fonte dos comentários deva ser ligeiramente maior… (chamem-me picuinhas)

    O q é o “RSS 2.0” e um “trackback” ?

  34. 38 Pako
    Quinta-feira, 28 Fevereiro, 2008 às 00:05

    Para já ainda anda em fase experimental isto… por acaso não tinha visto o pormenor dos comentários! Vou recolhendo opiniões… se quiserem mudar a cor do cabeçalho aceitam-se sugestões.

  35. 39 Zuleika
    Quinta-feira, 28 Fevereiro, 2008 às 18:05

    As letras arredondadas dá o ar da sua graça… para quem é GAY! 🙂 Para um blog machista, é pouco adequado. Isto para não falar da cor azul royal…

  36. Quinta-feira, 28 Fevereiro, 2008 às 18:58

    Vá lá, prós 40!
    O que é que vocês fizeram a isto? Onde estão as imagens ordinárias?
    Tss, tss.. 😛

  37. 42 Pako
    Quinta-feira, 28 Fevereiro, 2008 às 19:16

    Era mais para manter a coerência gráfica e cromática… mas tou a ver que só eu é que tenho essa noção.

  38. Quinta-feira, 28 Fevereiro, 2008 às 23:55

    Epah, essa da “coerência gráfica e cromática” é que sim, soou mesmo a gay!!

    Eu por mim punha umas flores como imagem de fundo, mas não percebo nada disto…

  39. 44 Pako
    Sexta-feira, 29 Fevereiro, 2008 às 01:41

    Por essa premissa todos os webdesigners são gays! lol

  40. Sexta-feira, 29 Fevereiro, 2008 às 17:03

    São!! todos!! cambada de maricas!!
    (bora arranjar aqui mais polémica)

    e agr vou pra mirandela por em dia a cerveja que estou a dever…

  41. 46 Nexis
    Sexta-feira, 29 Fevereiro, 2008 às 17:38

    Pah nao gosto nada do design assim… Tem mesmo de ser mais macho e ordinário, tou a falar a sério. Nao gosto. Redondinho e corzinhas… Arrgghh…

    Jantarada de Páscoa é k era! 🙂

  42. 47 Pako
    Sexta-feira, 29 Fevereiro, 2008 às 21:52

    So coninhas… depois gay sou eu que me contento com qualquer coisa, desde que tenha texto! Tem de tar mais bonito dizia… ta muito feio… e o gay sou eu? lolol

  43. 48 Zuleika
    Sábado, 01 Março, 2008 às 14:43

    Esta melhor 🙂 Agora só falta acrescentar uma imagem vossa tipo: http://korebliklubvoi.blogsome.com/images/girolamo.jpg

  44. 49 Pako
    Sábado, 01 Março, 2008 às 14:45

    Ui, isso é para meninas… estamos muito mais à frente!

  45. Domingo, 02 Março, 2008 às 23:29

    Hey tem lá calma com o andor Pako, que há “meninas” com melhor gosto que esse!
    Por falar nisso, gosto do vosso novo canto! Contem com uma olhadela minha de quando a quando;)

  46. Domingo, 02 Março, 2008 às 23:41

    Fui o nr 50! Isso dá direito a peluche?

  47. 53 Pako
    Segunda-feira, 03 Março, 2008 às 00:31

    Que peluche queres? Acho que já não há… mas se pedires com jeitinho…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: